SUBIR
Para melhor visualização desse site, é necessário que você atualize seu navegador:
Seu navegador não é atualizado há muitos anos, vários sites não funcionam corretamente sendo necessário a atualização.

logo Sinpro-es Gestão 2010/2014

  • O Sinpro
  • Convênios
  • Seus Direitos
  • Para Você
  • Central de Mídia

Página Inicial Meu Cadastro Fale Conosco Nossa págiona no Facebook Siga-nos no Twitter


Fotos de estudantes nuas na internet revoltam pais

Fotos de estudantes nuas na internet revoltam pais
Uma estudante de 14 anos de uma escola particular em Vila Velha teve fotos em que estava nua divulgadas em comunidades no Orkut. O caso ocorreu na semana passada, provocando indignação na família, professores e diretores do colégio.

O pai da estudante denunciou o fato ao Núcleo de Repressão Contra Crimes Eletrônicos (Nureccel) O investigador do Nureccel, Eduardo Pinheiro, observou que só este ano já foram 65 denúncias relacionadas ao Orkut, sendo 28 casos de divulgação de nudez.

A maioria, segundo ele, envolve jovens entre 14 e 25 anos, vítimas de ex-namorados. Um dos casos que aguardam julgamento é o de uma estudante de Enfermagem que teve fotos sensuais divulgadas pelo ex-namorado.

A polícia também já recebeu denúncia de pais de estudantes que foram fotografadas nuas no banheiro, sem que elas vissem, durante uma viagem com colegas.

Pinheiro acredita que haja muitos casos que nem chegam a ser denunciados. “Os pais se revoltam, mas muitos temem denunciar e expor ainda mais os filhos”, disse.

Segundo o investigador, no caso da estudante de 14 anos as fotos foram mostradas a um colega através de uma mensagem instantânea. “Ela até apagou as fotos e não acreditava que o colega as guardaria”, apurou Pinheiro.

Mas as imagens acabaram em uma comunidade do Orkut, que foi visitada por alunos da escola dela e de outras instituições. Envergonhada, a menina não vai à escola desde a última sexta-feira, mesmo após as fotos terem sido apagadas, no fim de semana.

A diretora da escola que, assim como a vítima e os autores, não está sendo identificada para não expor os envolvidos, todos menores de idade, disse que a instituição está apoiando a família, embora o fato tenha acontecido fora dos domínios do colégio. Ela informou que o pai da jovem preferiu não dar entrevista.

A preocupação com o problema tem levado o Nureccel às escolas. Mais de 3 mil jovens já participaram de palestras de orientação.

A juíza da Infância e Juventude de Vila Velha, Patrícia Neves, explicou que, quando os autores são menores de idade, podem ser desde advertidos a internados em uma instituição de reabilitação. O Juizado também pode garantir atendimento psicológico para a vítima superar o trauma.



Casos denunciados

Fotos sensuais em cartazes
Uma estudante de Enfermagem, em Vitória, teve fotos sensuais divulgadas na internet pelo ex-namorado. Ele havia tirado as fotos dela nua em um motel, sem seu consentimento.
Além de enviar e-mails com as imagens, ele também imprimiu cartazes e colou no local de trabalho dela. O caso foi denunciado em 2005 e, após as investigações, foi levado à Justiça, onde aguarda julgamento.

Flagrantes do banheiro
Alunas de uma escola particular em Vitória foram fotografadas enquanto tomavam banho, durante uma viagem em grupo com colegas, em 2005.
As fotos foram publicadas em um fotolog e as meninas reconhecidas pelos colegas na escola, passando por constrangimento.

Fotos vendidas para sites
Três estudantes de 13 anos denunciaram um vizinho em Vila Velha, no ano passado, depois de serem fotografadas nuas na casa dele. As fotos foram vendidas para um site pornográfico na internet.

Depois de serem ameaçadas e descobrirem que outros moradores do bairro viram as fotos na rede, a família de uma delas procurou a polícia.


 

Seja o primeiro a comentar!

 
     

Visitas:4498

Fonte: Nureccel e Pesquisa A Tribuna.

 

Serviços

sindicalização Online Guia de Contribuição Pesquisa de Satisfação

Agenda de Homologação Agendamento Jurídico Jornal Presença

Saúde do Professor Direiros e Benefícios Dúvidas Frequentes


 

Siga nosso Twitter Sinpro-ES

Filiado a CTB Filiado a Contee Filiado a Fitee

 



Fotos de estudantes nuas na internet revoltam pais - Sindicato dos Professores do Espírito Santo
 


 

Vitória

Linhares

Cachoeiro
de Itapemirim

Colatina

Sinpro-es Vitória

Sinpro-es Linhares

Sinpro-ES Cachoeiro

subsede colatina



SEDE: Rua Ulisses Sarmento, 24 – salas 301 a 309 – Ed. Leon Trade Center, Praia do Suá - Vitória/ES | (27) 3315-5125 / 98156-8884
SUBSEDE NORTE: Av. Governador Carlos Lindenberg, 792, sala 402, Ed. Almenara, Centro - Linhares/ES | (27) 3371-0129 / 98174-8990
SUBSEDE SUL: Rua Prof. Quintiliano de Azevedo, 31, sala 408, Centro Empresarial Guandú - Cachoeiro de Itapemirim/ES | (28) 3511-1203 / 98112-6345
SUBSEDE NOROESTE: Av. Getúlio Vargas, 500, sala 404, Colatina Shopping, Centro - Colatina/ES | (27) 3120-2500